quinta-feira, maio 22, 2008

aqui o SNI

Fica bem essa fraqueza, fica bem, que o povo nunca a desmente. A alegria da pobreza está nesta grande riqueza de dar, e ficar contente. É uma casa portuguesa, com certeza! É, com certeza, uma casa portuguesa!
























nessa altura quais eram as suas referencias artisticas?


vou dizer uns nomes, mas digos sempre diferentes, tanto faz. há dias que acordo mais para o bruce neuman, outros para a louise bourgeois e outros para o rembrandt, depende do dia. nao tenho a particularidade de me identificar com uma corrente artistica.


considera que o legado de marcel duchamp e da pop art tem uma influencia importante na sua obra?


tem uma influencia importante como tem rubens, por exemplo. depende de onde se coloca o ponto da questão. a pintura é uma coisa que me influencia muito, e o desenho tambem. estudei desenho sete anos. a pintura o desenho a forma como se observa, como se olha, a maneira como se representa sao coisas muito particulares na minha obra e que tem a ver com a pintura classica. claro que marcel duchamp é uma personagem importantissima, mas há uma grande parte da obra dele com a qual nao me identifico nada.


Ncontrast e joana vasconcelos, 2008

15 comentários:

Vera disse...

já vi três imagens diferentes. gosto desta combinação. monocromático e polifórmico.

Frioleiras disse...

gosto da joana
gosto do rembrandt
gosto do koons
gosto do lichenstein

depende do mood em q estou
mas

não gosto do duchamp, definitivamnete..........

Art&Tal disse...

nao gostas do duchamp?

eu nao estou a falar de faisão dourado, puré de castanhas e marmelo aos quartos

eu até pensei que a seguir ao lichenstein
vinha a ágata, o dino meira ou o tony carreira

no estado miseravel da culturinha portuguesa
berardo, socrates, tony carreira, mourinho, m rebelo pinto e joana vasconcelos...
é tudo a mesma sopa

já só nos falta o SNI e a FNAT.

etanol disse...

vou dizer uns nomes, mas digo sempre diferentes. há dias que acordo mais para a margarida rebelo pinto, outros para a joana vasconcelos e outros para o mourinho, depende do dia. são figuras da cultura portuguesa, mas nao tenho a particularidade de me identificar com nenhuma delas.
:)
Maria João

[A] disse...

(fuma um cigarro que isso passa...)

isabel disse...

eu respeito muito a joaninha!!!
acho que ela seria uma excelente professora no ensino básico!

(e o colar dela só pode fazer parte do programa simplex! - já que os portugueses não se revêem na arte contemporânea, vai de nivelar tudo por baixo!)

rsss....

casa de passe disse...

adorei, adorei, adorei!

Art&Tal disse...

podes crer isabel.

o grande irmão lá nos vai juntando no redil da culturinha lusa

para ajudar temos esta parva que foi influenciada pelo desenho :)

um destes dias vai aparecer um que foi influenciado pela caneta de filtro e pelo papel almaço

e depois ha os que me mandam fumar

casa de passe disse...

adorei, adorámos!

LouLou+ Nini e Alice

merdinhas disse...

Passo em Belém todos os dias. Quase todos.

E lá está a Jóia do Tejo a engalanar a Torre de Belém...tens de ir ver...

merdinhas disse...

Mas olha que a Joana, mesmo que não te arranque do Porto , tem graça...muita graça mesmo....

Art&Tal disse...

merdinhas

só la falta a foto do mourinho

is disse...

merdinhas, não dá, não consigo mesmo ir à bola lá com o trabalho dela.
(não queria bater mais, mas)
acho-lhe um humor óbvio demais... e o 'truque' é sempre o mesmo: a escala, o que amplia ainda mais o gratuito da coisa.

etanol disse...

Confesso que me identifico muito mais com a ceramica das Caldas!
:)
Maria João

Frioleiras disse...

nÃO resisti, e voltei cá.

peço desculpa, eu não percebo nada de arte, não é, de todo, a minha área e , não querendo de modo algum ser provocatória insisto (porque conheço a pessoa em questão) que exageram na descrição que fazem dela. Eu repito que acho que ela "apanhou" em cheio a alma de 99,9 dos portugueses....

eles (nós) somos maioritariamente assim: a gostar de football, de feiras, de ir a fátima, de enfeites bacocos nos prédios (o colar dela é como as andorinhas pretas nas casa portuguesas...).

O que é certo é que a Torre de Belém
(passo por lá 2 vezes ao dia)
embora duma beleza extrema,
passando-se , como eu , diariamente junto a ela , às tantas não a vemos de tal modo faz parte da nossa rotina comezinha ...

Agora com o colar, com toda a celeuma que tem havido à volta disto, mais se salienta a beleza e a expressividades desta obra seiscentista.

Este fait-divers da Joana vem muito a propósito das festas de St António e são bem próprios da sociedade de hoje, banalista, de centros comerciais, internet tv e sms.....................nada mais.

As nossas senhoras de fátima dela são disso um paradigma.

gosto dela, mas também gosto dum rui sanches dum croft ou do frei carlos ou do memling. são coisas DIFERENTES , apenas.

Os enfeites populares de St António , converteram-se, em muito bairros em bandeiras da selecção !!! apenas das festas de Lisboa têm o verde e o encarnadao.

o brinco minhoto dela, o sapato eu gostei francamente..........

as rendinhas são bem dela, das mulheres de antigamente e mais próprias da nossa cultura popular do que os panejamenos do Christo

Nada ficará desta época, destes últimos anos efémeros em 100% . E é isso e não radicalismos o que se deve ver.

Com o que vem aí , mais os chineses, não tenho grande fé no arranque e no reconhecimento, em Portugal e não só, da cultura.
Tornou-se uma "marchandise"... apenas

Como dizia um comentador, ela é o CHristo português. Eu diria o Koons, à nosa dimensao. Ora o que está por detrás do artista não interessa.

Os anos do Julião Sarmento, da Luiza Nogueira ou do Pdro Proença já lá vão.

Mesmo dos mais clássicos, quem da juventude, que não está no meio, conhece o mestre Jíulio Resende?...

Sabem o que vai na TV, nos centros comeciais e ao vivo, como a Joana.
Talvez a Paula Rego ou o Noronhada Costa...

Desculpem lá uma opinião absolutamente fora do contexto e absolutamente desbalizada
já que sou mera amadora de arte.


(lembrar-me eu de como era e como são a Bica e o Bairro alto... em 8 anos, aproximadamente, os gostos mudaram e tudo) .

quem não vive como pensa, acaba por pensar como vive... de contrário .............