domingo, janeiro 06, 2008

LUIZ PACHECO _ 1925.2008


Obrigado meu grande filho da puta por todas as verdades que disseste e pelo modo como as escrevestes, pela tua vida não servil, és dos poucos deste burgo que nunca vou esquecer.
>
p.m. 6.1.2008

2 comentários:

art&tal disse...

tens razao

só o vi uma vez

estava a insultar a alfarrabista por nao lhe querer emprestar uma moeda de 200 paus

"vá pra puta que a pariu"

acho que este fugiu aos sorrisos e penas do bloco central.

merdinhas disse...

... a esta hora já cravou 20 paus a uma alma penada qualquer...