quinta-feira, novembro 02, 2006

Stabat Mater

Julie, Den Haag, Holanda, 94 Fev 29, Rineke Dijkstra

4 comentários:

Vera disse...

Muito curioso...conhecia a imagem do toureiro português, porque esteve no Stedelijk em Amesterdão. Queria ter ido...Pode ser que a encontre por aqui...
(A propósito)
"Unlike any genre, the portrait demands the meeting of two subjectivities: if the artist watches, judges the sitter, the sitter is privileged, by the portrait, to watch and judge back. In no other case does what the artist is painting exists on the same plane of freedom and ontological equality as the artist her or himself, and in no other case is the role of the artist as mediator rather than dictator or inventor so literally accentuated by the actual situation in which art comes into being." (Linda Nochlin)

menir disse...

E eu a pensar madonna, fizeste-me girar 180 graus com o título... Magnífica foto.

linhas tortas disse...

" Não tiro fotografias de pessoas que se têm em boa conta. Não conseguem surpreender-me."
( Rineke Dijkstra )

Faz-me todo o sentido esta frase.

. disse...

Contra os canhões das televisões marchar, marchar!